quinta-feira, 17 de março de 2011

Professora foi morta após coibir tráfico

Léo Arcoverde
do Agora
A Polícia Civil concluiu que o assassinato da coordenadora de ensino Joyce Chaddad, 36 anos, no último dia 28, em Embu (Grande SP), ocorreu porque ela repreendeu, três dias antes, uma aluna de 15 anos, da 7ª série, que estava traficando pinos de cocaína dentro da unidade de ensino.
Joyce foi morta com três tiros quando chegava para trabalhar, por volta das 7h. O suspeito se aproximou dela, atirou e deixou o local caminhando, sem levar nada.
Segundo policiais do 1º DP de Embu, o suspeito é um adolescente de 17 anos detido por PMs na noite de quinta-feira. Ele foi baleado em um posto de gasolina que tentava assaltar com uma arma de brinquedo, no Campo Limpo (zona sul).

Até quando, nós professores, teremos que trabalhar com medo??? Na escola que leciono, EMEF José de Alcântara Machado Filho, no bairro Real Parque, não foge muito da realidade. A escola é constantemente alvo de alunos vândalos. Fora isso, os alunos nos ameaçam de várias formas (inclusive de morte) e ninguém faz nada (nem direção nem diretoria de ensino e muito menos a polícia). Estamos esperando somente um de nós termos o mesmo fim que essa professora, pra que talvez se tome uma atitude.

quarta-feira, 2 de março de 2011

Jogador Chuta e Mata Coruja

É o fim da picada!!! Um filho da puta desses tem que levar chutes da torcida toda, até morrer!!! Sem comentários. O que esperar de um povo que não estuda, que não tem amor aos animais e nem mesmo à vida???